4

O poder de Madonna



     

         O primeiro Post no Blog a gente nunca esquece, já dizia o velho ditado Blogosfera a fora. E foi pensando em tornar a primeiríssima postagem do Chick’s Book inesquecível, que eu fiquei pensando durante dias num assunto legal para vir compartilhar com vocês. Daí, vagueando à toa sem nada pra fazer navegando pela internet, vi que a eterna Diva do Pop, Madonna, faria aniversário na mesma semana que o blog iria ao ar pela primeira vez, e pensei: “Nossa, isso é um bom assunto para um Post, hein?!” E decidi que assim seria. Mas por outro lado, você caro(a) leitor(a) deve estar se perguntando: “Ei, mas esse não um blog literário? O que tem o raio da Madonna haver com isso?”
       E minha resposta é: tem tudo! Além de cantora, mãe e diva ultramente polêmica, Madonna, quem diria, também é.... Escritora! E se você nunca ouviu falar de seus livros, está aqui uma boa chance de saber um pouco mais sobre eles. Vamos lá?


    
     Se você conhece ao menos um pouco sobre a trajetória literária da “Material Girl”, saiba que não, eu não vou falar sobre o polêmico livro SEX, que ela lançou em 1992 como mais uma forma de provocar o mundo. O assunto deste post é sobre o fofíssimo “As rosas Inglesas”, lançado pela cantora há alguns anos atrás, no ápice de seu momento quero-ser-uma-boa-mãe-deixei-os-sutiãns-em forma-de-cones-pra-trás. Apesar de ser mais direcionado ao público infantil, não há como não se apaixonar pelas cinco garotas (as rosas inglesas do título) Charlotte, Amy, Nicole, Grace e Binah.
      A estória, que se passa na Inglaterra não, diga?!, nem notei pelo título!  fala sobre a relação das quatro amigas e sua inveja por sua colega de classe, a bela Binah. Acreditando que a vida da garota é perfeita e invejando sua beleza, Amy, Charlie, Nicolie e Grace começam a rejeitá-la na escola e tratá-la como alguém invisível cof*cof* Bullying cof*cof. Só com a ajuda providencial de uma fada madrinha, que as leva voando (literalmente) à casa de Binah, é que as quatro amigas descobrem tudo sobre a realidade da garota. Desde a morte de sua mãe, passando pela casa pequena e humilde que vive com o pai, até o fato de que ela mesma tem de lavar e cozinhar para sobreviver.
      Além da bela lição de moral que o livro traz (Não julgue pelas aparências, ok?), a capa é maravilhosa, feita com desenhos em aquarela tão lindos quanto um sonho! Mas o poder literário de Madonna não para por aí e, devido ao sucesso do primeiro livro, Rosas Inglesas levou a mais outros, tornando-se assim uma série de seis, todos eles publicados pela editora Rocco.
    Então? Está esperando o que pra ler o seu? A mulher que cantava “Papa don’t preach” também tem muito a acrescentar! E feliz aniversário pra ela, nossa eterna Rainha do Pop!

Rosas Inglesas

vol.1 -Amigas para sempre
vol.2 –Adeus Grace?
Vol.3-A garota Nova
Vol.4-Uma rosa de outro nome qualquer
Vol.5-Tristezas de uma irmã mais velha
Vol.6-Ser a Binah

4 comentários:

fgdg disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Maria Raquel disse...

Já tinha visto os livros.
Sou super fã da Madonna, acho ela demais, mas nunca tive vontade de ler os livros dela...

A capa é linda mesmo. Bem de chick lit infantil (existe isso, produção?).

A sinopse me lembrou da história da Lelah de Hey Arnold, lembra?
Tem um episódio que a Helga começa a fazer um "bullying" nela (mas aí é porque o Arnold gosta da menina, né) e aí depois elas descobrem que a menina é pobre, tem que ajudar o pai dela em casa e blablablá...

Nossa, deu saudades desse desenho agora hihihi

Ótimo post de início!!
Muito sucesso e qualquer coisa tamoae!!

Beijos :*

Blog Cupcake disse...

Não sou fã da Madonna mais admiro muito ela! Parabens pelo blog (:

comenta:
http://www.cupcake-bruna.blogspot.com/

Letícia Mota disse...

Gosto muito da Madonna...
Tem um estilo único.
Gostei do seu blog...

Já estou te seguindo; se quiser, passa lá no meu e segui tb...

Bjos.

http://modaeexcelencia.blogspot.com/

Postar um comentário